HIIT na bike e treino de atletas

Este estudo foi feito com jogadores de hockey no gelo. De acordo com o princípio da especificidade, treinar na bicicleta não pode se transferir para a habilidade de patinar no gelo. No entanto, poucas pesquisas sobre este tópico foram realizadas.

Os pesquisadores recrutaram 24 jogadores de hóquei universitários e os dividiram em dois grupos. O G1 realizou 4 semanas de treinamento intervalado periodizado em um cicloergômetro enquanto o G2 treinou 45-60 minutos de pedal contínuo a 65% FC reserva.

PROGRAMA HIIT

O programa de HIIT foi de 4-10 tiros de 10-20 s (carga de 7,5 a 10% do peso corporal) com 4 minutos de descanso. Ambos os grupos treinaram duas vezes por semana com 48 horas de intervalo. A composição corporal, a espessura muscular, a potência aeróbia e testes de sprint no gelo foram avaliados antes e após as 4 semanas.

RESULTADOS

Os resultados mostraram que a espessura muscular melhorou significativamente mais no G1 de que no G2, além do G1 apresentar maiores pico de potência e média no teste de Wingate. Os tempos de sprint melhoraram significativamente mais no G1 em comparação com G2.

Concluindo, o G1 melhorou tanto nos testes gerais quanto nos específicos no gelo, com um menor tempo e volume de treino, mostrando assim a eficiência do HIIT.

O treinamento intervalado de sprints em um cicloergômetro parece promover aumento de desempenho em jogadores de hóquei e, portanto, pode servir como método de treinamento alternativo para quando uma superfície de gelo é inacessível.

Este estudo foi feito com jogadores de hockey no gelo. De acordo com o princípio da especificidade, treinar na bicicleta não pode se transferir para a habilidade de patinar no gelo. No entanto, poucas pesquisas sobre este tópico foram realizadas.

Os pesquisadores recrutaram 24 jogadores de hóquei universitários e os dividiram em dois grupos. O G1 realizou 4 semanas de treinamento intervalado periodizado em um cicloergômetro enquanto o G2 treinou 45-60 minutos de pedal contínuo a 65% FC reserva.

PROGRAMA HIIT

O programa de HIIT foi de 4-10 tiros de 10-20 s (carga de 7,5 a 10% do peso corporal) com 4 minutos de descanso. Ambos os grupos treinaram duas vezes por semana com 48 horas de intervalo. A composição corporal, a espessura muscular, a potência aeróbia e testes de sprint no gelo foram avaliados antes e após as 4 semanas.

RESULTADOS

Os resultados mostraram que a espessura muscular melhorou significativamente mais no G1 de que no G2, além do G1 apresentar maiores pico de potência e média no teste de Wingate. Os tempos de sprint melhoraram significativamente mais no G1 em comparação com G2.

Concluindo, o G1 melhorou tanto nos testes gerais quanto nos específicos no gelo, com um menor tempo e volume de treino, mostrando assim a eficiência do HIIT.

O treinamento intervalado de sprints em um cicloergômetro parece promover aumento de desempenho em jogadores de hóquei e, portanto, pode servir como método de treinamento alternativo para quando uma superfície de gelo é inacessível.

CURSOS ONLINE:

-> Periodização e Montagem treinos potência . Inscreva-se  Curso Online Periodização


Marque quem possa se interessar sobre o assunto. Forte abraço!
(João Coutinho)

Ref – Int J Sports Med. 2015 Jan;36(1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *