Posicionamento dos pés no agachamento

No levantamento com pesos, um grande afastamento de pernas é usado com o objetivo de simplificar a técnica e diminuir a distância percorrida pela barra, o que ocorre graças à diminuição da amplitude de movimento em praticamente todas as articulações. Mas, nas academias, as variações aplicadas no agachamento ganharam ares de invencionice com a sugestão de que haveria maior ativação de músculos específicos.

Em um estudo clássico publicado por McCaw e Melrose no Medicine and Science in Sports and Exercise, a atividade eletromiográfica de seis músculos da coxa e quadril foi avaliada durante o agachamento com diferentes afastamento de pés em homens treinados cujas cargas máximas chegavam a 250kg. No estudo, foram testadas três variações do agachamento: afastamento na largura dos ombros; pés próximos (75% da largura dos ombros) e pés afastados (140% da largura dos ombros) e os resultados não apontaram diferenças na ativação do vasto medial, vasto lateral, reto femoral, adutor longo, glúteo máximo ou bíceps femoral!

Por que isso acontece? Acontece porque se os pés se afastam e giram para fora, gira todo o conjunto de modo que continuará ocorrendo a extensão de quadril e de joelhos, mudando apenas a amplitude! Agora, fica a questão, se o músculo é recrutado da mesma forma, com um amplitude menor, qual seria a vantagem do agachamento com as penas afastadas? No outro extremo, se os pés estiverem unidos, não se perde amplitude, mas se perde equilíbrio, portanto, a intensificação do exercícios fica prejudicada. No final das contas, o afastamento natural traz a melhor relação custo-benefício.

Ok, podemos variar o exercícios para evitar monotonia ou coisas do tipo. Mas nada de exageros!! Agora, se alguém disser pra você que alguma variação trabalhará mais ou melhor algum músculo, lembre-se do Boxer… ou do Cumpadi Washington.

(Paulo Gentil)

McCaw ST, Melrose DR. Stance width and bar load effects on leg muscle activity during the parallel squat. Med Sci Sports Exerc. 1999 Mar;31(3):428-36.

LINKS INTERESSANTES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *