Agachamento e sprints curtos!

Uma vez que a maioria dos esportes técnico-táticos intermitentes coletivos ou individuais (como no meu caso com o tênis) dependem de sprints de curta distância com rápidas mudanças de direção, a capacidade de acelerar tende a ser mais importante do que a da velocidade máxima. Em um estudo realizado com 19 atletas profissionais de rugby profissional, foram testados em 1RM agachamento e nos tiros de 5, 10 e 20 metros antes…

Read More >>

Avaliação física e predição de desempenho

Determinar quais testes fornecem a melhor indicação do desempenho real do jogo pode auxiliar tanto na seleção de jogadores (mais comum no EUA) como para avaliar e monitorar ao longo da temporada a eficácia do treinamento. Este artigo é sobre testes no rugby. Mesmo não sendo a modalidade que trabalho gosto de manter uma visão mais ampla do treinamento esportivo pois os protocolos revelam bastante sobre as capacidades.. Os jogadores semi-profissionais…

Read More >>

Programa de prevenção de lesão em temporada

Um estudo recente procurou demonstrar a eficácia de um programa de treinamento para reduzir o potencial de lesões. Uma equipe de futebol profissional da Scottish Premier League (n= 20 jogadores) foi acompanhada em duas temporadas seguidas. Na primeira temporada, um programa de prevenção de lesões foi implementado 2x por semana ao longo da temporada. A temporada seguinte serviu como controle, sem nenhum programa específico de prevenção. O protocolo incluiu um…

Read More >>

Resistência variável e potência

Pesquisas anteriores demonstraram aumentos de força e potência usando baixas cargas de resistência variável. No entanto, nenhum estudo examinou o uso de altas cargas de resistência variável como parte de um protocolo de treinamento periodizado. Neste estudo se investigou os efeitos de um programa de resistência variável numa pré-temporada de 5 semanas de jogadores de basquete masculinos universitários. A equipe de 14 jogadores dividida em GC (controle) e GE (experimental)…

Read More >>

Adaptações específicas ao treino !

Esse estudo de 2013 buscou mostrar o efeito da especificidade no treinamento e as adaptações neuromusculares resultante após 4 semanas de treino.Um grupo de adultos masculinos foram divididos em 2 grupos: treinamento de força explosiva (FEx n = 9) e treinamento de força máxima (FMax n = 10). A eletromiografia foi utilizada para avaliar a ativação neuromuscular em 0-50, 0-100 e 0-150 ms para avaliar as contrações explosivas, além da…

Read More >>

Mais Força, Mais Desempenho ?

Um grupo de jogadores de futebol de 17 anos foram avaliados nos seguintes testes: sprint 5 e 20m, salto vertical e squat jump. Antes foram avaliados no teste de 1RM agachamento. A idéia dos autores era verificar se haveria uma correlação entre os atletas mais fortes no 1RM com os melhores resultados nos testes. Os pesquisadores determinaram a correlação entre força absoluta e força relativa em cada um dos testes….

Read More >>

Pliometria e Crianças

Um estudo muito interessante feito em 2013 investigou os efeitos do treinamento de pliometria de baixa intensidade em jogadores pré-adolescentes de futebol (10 a 11 anos). O grupo controle GC (n = 21) treinou normalmente sem pliometria enquanto que o grupo experimental GE (n = 24) seguiu a mesma programação, porém um protocolo bem simples de treinamento pliometrico foi incorporado duas vezes por semana (sem alteração na duração da sessão…

Read More >>

Treino de Força pra Sprint

LPO, agachamentos, terra e suas respectivas variações são exemplos de exercícios feito extra campo que desenvolvem a força vertical. Uma crítica comum é que o uso apenas desse tipo de exercícios negligencia o desenvolvimento da força horizontal. Há um debate sobre qual direção de força (horizontal ou vertical) é a limitante no sprint. Geralmente, aceita-se que a fase de aceleração de um sprint necessite de maior capacidade de força horizontal,…

Read More >>

Controle de Cargas e Lesão

A monitoração da carga de treinamento tornou-se um grande tema da preparação física nos últimos tempos, se tornado também um grande negócio. Várias empresas apareceram com aplicativos e produtos tecnológicos que são projetados para medir e quantificar a carga de treinamento ou fornecer uma plataforma para que treinadores e esportistas possam inserir seus dados para visualização e análise. Avanços na tecnologia de GPS, acelerômetro e monitores de FC tem impulsionado isso….

Read More >>

Reservas devem re-aquecer ?

Enquanto a maioria dos treinadores está ciente dos benefícios fisiológicos do aquecimento, o período pré-jogo não é a única vez que os jogadores devem se aquecer. Pós-intervalo e antes de substituir os jogadores frios são momentos importantes em que os jogadores se beneficiarão do aquecimento. Este estudo investigou as respostas fisiológicas ao aquecimento e a subsequente reversão dessas respostas. Dois jogadores de basquete masculinos de alto nível participaram do estudo….

Read More >>

Drop Jump como aquecimento, funciona?

Os treinadores que estão familiarizados com a potencialização pós-ativação (PPA) sabem que a força e a TDF podem ser aprimoradas com exercícios balísticos. Portanto, implementar uma estratégia de potencialização no aquecimento pode levar a um desempenho superior em ações explosivas subsequentes, como nos sprints e saltos. O estudo visou os efeito potencializador do drop jump na rotina de aquecimento. Um grupo de 20 atletas universitários realizou tanto o aquecimento experimental…

Read More >>

Pliometria: volume para juvenis de futebol!

O treinamento pliométrico é um dos métodos mais eficazes para melhorar sprints, saltos e mudanças de direção em atletas de esportes coletivos. No entanto há um debate e certa incerteza quanto ao volume de treinamento pliométrico ideal. Um maior volume de treino pode ser indesejável para os atletas que estão em temporada e sofrem sobrecarga com a sequência de jogos. Treinos com um volume mais baixo são preferidos mas podem…

Read More >>